• que nem mocinha - mulheres e pornô - capa

    Mulheres e pornô: uma relação complicada

    Olá, mocinhas, voltamos! Sei que estávamos sumidas, mas até as melhores relações podem precisar de um tempo, né? Durante esse tempo, nós organizamos nossas vidas pessoais e profissionais, e agora voltamos mais criativas do que nunca. E como a gente adora uma polêmica, já chegamos com o pé na porta: vamos falar de pornô?  Mas, Bianca, você é feminista e o filme pornô objetifica a mulher! Mas, Bianca, você namora e acha legal seu namorado ver pornô? Mas, Bianca, você não acha que pornô faz com que os homens tenham ideias absurdas e até mesmo ridículas de sexo? Mas, isso, mas aquilo… Concordo com muitas coisas e discordo de outras tantas.…

  • que nem mocinha - no fap challenge

    No Fap Challenge: Quanto tempo você fica sem se masturbar?

    Quanto tempo você consegue ficar sem se masturbar ou ver pornô? Se a resposta é “pouco” ou “nenhum”, isso pode indicar que algo está errado. Longe da gente falar que masturbação é ruim – pelo contrário, queremos que cada vez mais as mocinhas se conheçam e saibam como se dar prazer. O problema é quando deixa de ser algo bom e passa a estragar a vida da pessoa. Para combater isso, surgiu o No Fap Challenge, que desafia as pessoas a ficarem o máximo tempo possível sem ver pornô ou sem se masturbar. 

  • mulheres-capa

    Pornografia: Mulheres que procuram por mulheres

    Vocês sabiam que o PornHub, considerado o segundo maior site de vídeos pornográficos do mundo, tem um portal que analisa as suas estatísticas? Para quem estuda ou quer conhecer mais sobre esse mundo, o PornHub Insights é uma benção — eu que o diga, já que grande parte dos dados para minha monografia sobre pornô feminista foi retirada de lá. Eis que eles lançaram mais um estudo que nós vamos repercutir aqui no blog: Women Searching for Women, que tenta entender como as mulheres procuram conteúdo sobre outras mulheres. Vamos lá?

  • Vídeos amadores: o sexo da vida real

    Pode parecer clichê – e é -, mas a cada momento vemos o impacto que a Internet tem no dia a dia e no campo sexual as mudanças são bastante visíveis. As pessoas não precisam mais sair de casa para comprar brinquedos eróticos nem ir a uma banca de jornal para ver fotos de mulheres peladas. A pornografia, cada vez mais presente, mudou o modo como várias pessoas encaram o sexo – e isso nem sempre é algo bom. Cansados de ver orgasmos falsos e transas pouco convincentes, casais da vida real passaram a se filmar para apimentar a vida a dois. Os chamados vídeos amadores têm cada vez mais adeptos,…

  • [+18] O que fazer no Dia do Sexo

    Hoje é Dia do Sexo! Na semana passada, eu dei a dica de alguns produtos para você usar nessa data especial e hoje trago dicas para você aproveitar essa data. É claro que a lista pode (e deve!) ser utilizada quando vocês quiserem – afinal de contas, todo dia pode ser dia do sexo. Mas hoje, além de ser o dia, também é véspera de feriado. Isso significa que vocês podem estender o Dia do Sexo para amanhã, se quiserem – e tiverem fôlego, é claro. Para ilustrar, trouxe alguns gifs para já deixar vocês no clima. Isso significa que esse post não é para ser lido em ambientes públicos ou no trabalho. 

  • Meu amor não é fetiche

    Entre as dez categorias mais procuradas no site Pornhub, lésbicas se encontra na primeira colocação. Aparentemente, cenas de sexo entre mulheres excitam diferentes públicos, incluindo o feminino, independente da sua sexualidade. Ainda assim, como homens são os maiores consumidores de pornografia, é fácil compreender que a pornografia lésbica mainstream é feita para o male gaze, ou seja, sua narrativa busca contemplar a perspectiva do olhar (e prazer) masculino e não se importa em objetificar as mulheres em cena.

  • O que elas procuram nos sites pornôs

    As mulheres representam 24% dos cliques nos sites pornográficos, de acordo com uma pesquisa feita pelo Pornhub Insights. Com base nesse número, eles resolveram descobrir o que elas procuram nesses sites: o resultado foram os estudos What Women Want e More of What Women Want, que comparavam os hábitos de consumo das mulheres com os dos homens. Dessa vez, a equipe do Pornhub Insights resolveu focar só na gente e lançou o Women’s Favorite Searches Worldwide, para fechar o mês internacional das mulheres. O objetivo dessa nova pesquisa é descobrir o que o público feminino do mundo inteiro  gosta de ver nos momentos íntimos. Vamos lá?

  • O Pornhub e a Páscoa

    Você sabia que o Pornhub tem um portal que analisa todas as estatísticas do site? Para quem estuda temas relacionados à pornografia, é uma mina de ouro: o Pornhub é o 2º maior site de vídeos pornôs do mundo, com uma média de 60 milhões de visita por dia, então os estudos do portal ajudam a colocar uma luz sobre os hábitos de quem acessa esse tipo de site. Nesse fim de semana, eles lançaram o Pornhub’s Top Easter Searches, sobre as pesquisas durante a Páscoa de 2015. O resultado é, no mínimo, interessante.

  • Pornô feminista: muito além do mito

    Você está sozinha em casa, de bobeira e resolve ver um pornô para tocar uma. Você entra em um desses grandes sites e procura por algum vídeo que parece ser interessante. Está tudo preparado, porta trancada, e então você dá o play. Só que o vídeo te faz querer fechar as pernas em vez de abrí-las. Isso pode acontecer por vários motivos, mas um dos principais é que a maior parte da pornografia produzida hoje é voltada para o público masculino, ignorando que quase um quarto dos acessos são de mulheres. Seja com seus enredos mega clichês (quando existe um), a objetificação das mulheres e zero preocupação com o prazer feminino,…