• Mitos e verdades sobre o HPV

    O papilomavírus humano, mais conhecido como HPV, é muito comum. Sua infecção é a doença sexualmente transmissível (DST) mais frequente de todas, então não é à toa que temos que tomar bastante cuidado com ela. O Ministério da Saúde costuma fazer uma campanha para reforçar a importância da vacinação, convidando os pais a levarem suas filhas ao SUS. Ah, e esse ano tem uma novidade: os meninos de 12 e 13 anos também podem se vacinar. Para aumentar a conscientização sobre a doença que causa a maioria dos casos de câncer de útero, resolvi escrever um post com os mitos e as verdades do HPV.

  • que nem mocinha - meu naorado tem hiv, e agora?

    Meu namorado tem HIV, e agora?

    Estima-se que existem mais de 35 milhões de pessoas vivendo com o HIV hoje, sendo que 19 milhões não sabem que contraíram o vírus. Com esses números assustadores, não deve ser fácil descobrir que o seu parceiro ou parceira faz parte dessa estatística assustadora. Essa é a situação de uma das nossas leitoras, que nos escreveu pedindo ajuda de como agir. Até agora, ela não foi diagnosticada como portadora do vírus e já pensou em terminar com o namorado diversas vezes, mas o ama demais para isso. Nesse post, vamos tratar desse tema delicado, e tentar ajudá-la com dicas de como viver uma vida sexual plena se relacionando com alguém que tem…

  • Camisinha: Mitos e verdades

    A camisinha é um dos métodos contraceptivos mais usados no mundo, super eficientes na hora de prevenir uma DST ou a gravidez. Mesmo assim, muitas pessoas ainda têm várias dúvidas sobre como usar o preservativo, sua eficácia e outros problemas que podem interferir na hora H. Por isso, o post de hoje é para falar os mitos e as verdades sobre a camisinha, para ninguém mais ter dúvida e poder relaxar e gozar sem medo.

  • HIV: Transmissão e sintomas

    Olá, mocinhas! Na semana passada, falei aqui sobre o Dia Mundial Contra a AIDS e um pouco mais sobre a doença que já atinge mais de 800.00 pessoas só no Brasil. Então se liguem que hoje vou falar sobre as formas de transmissão do HIV e os sintomas mais comuns, além de como fazer o teste.

  • aids_

    1° de dezembro: Dia Mundial de Luta Contra a AIDS

    Hoje, 1° de dezembro, é celebrado o Dia Mundial de Luta Contra a AIDS. Essa data foi criada pela Assembleia Mundial da Saúde, em outubro de 1987, com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). O objetivo é estabelecer o entrelaçamento de comunicação, promover a troca de informações e experiências, e criar um espírito de tolerância social com pessoas que vivem com o HIV. No Brasil, a data foi adotada em 1988, a partir de uma portaria assinada pelo Ministério da Saúde. Nessa e na próxima semana, vamos ter posts aqui no blog para falar sobre a doença. Estima-se que, só no ano passado, tenham ocorrido mais de 40 mil contaminações do…

  • Precisamos falar sobre a sífilis

    Vocês sabem que eu adoro falar besteira, mas às vezes é preciso parar e falar sério. Na semana passada, o ministro da saúde, Ricardo Barros, admitiu que o Brasil vive uma epidemia de sífilis e alertou para o crescente número de casos. “Estamos tratando o problema como epidemia até para que resultados da redução sejam mais expressivos possíveis”, disse o ministro durante o anúncio de uma estratégia para combater a doença. Por isso, o post de hoje vai ser totalmente dedicado a sífilis, seus sintomas, diagnóstico, tratamento e o mais importante: o que você pode fazer para evitá-la.

  • O vírus HPV e a prevenção contra as DSTs

    Lembra aquelas aulas de biologia em que o professor, na hora de falar sobre reprodução humana, separava fotos muito nojentas sobre as consequências das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e todo mundo ficava horrorizado? Pois é, aparentemente aquilo não adiantou de nada. Estudos apontam que crescem os índices de HPV, HIV, sífilis e hepatite B entre os jovens. As DSTs podem matar. Você quer ser a próxima vítima?

  • Contracepção: Métodos de barreira

    Hoje em dia, existe uma série de métodos conceptivos que ajudam a mulher a evitar a gravidez. Os mais conhecidos são a camisinha (que também evita a transmissão de DSTs) e a pílula anticoncepcional. Muitas mulheres tomam a pílula porque são “empurradas” pelos ginecologistas e os hormônios contidos nesse tipo de remédio afetam todo o seu corpo, podendo causar sérias complicações. Então, separamos diferentes tipos de métodos para vocês terem noção do mundo de possibilidades. Como são muitos e queremos explicar direito o que cada um é, vamos fazer uma série de posts sobre o assunto.