Vilão ou mocinho? Fatos sobre o anticoncepcional

O anticoncepcional é um dos remédios mais vendidos no mundo e mesmo suas usuárias podem ter dúvidas em relação ao remédio. Não é para menos: já ouvimos várias coisas sobre a pílula, tanto positivas quanto negativas. Chegou a hora de esclarecermos algumas das principais dúvidas sobre o anticoncepcional! 

Anticoncepcional não é para qualquer uma

Uma das minhas maiores críticas em relação ao anticoncepcional é que muitos médicos receitam como se fosse água. A pílula não serve para todas as mulheres. Antes de começar com o remédio, você precisa passar por uma consulta e ver se pode tomar ou não. O problema é que muitos “profissionais” não fazem as perguntas necessárias ou exames, apenas escrevem o nome e entregam para a paciente, o que é errado! Por exemplo: o anticoncepcional não é recomendado se você tiver problema de circulação, é fumante ou tem enxaqueca. Não sei como foi com vocês, mas ninguém me perguntou sobre isso quando me receitaram o anticoncepcional. A ausência dessas perguntas faz com que mulheres tomem o remédio sem poderem – e as consequências podem ser fatais.

que nem mocinha - fatos sobre o anticoncepcional - gif 1

“Okay, tudo bem, tudo bem. Estou de boas. Estou bem”

 

A pílula não vai te engordar

Algumas mulheres reclamam que ganharam peso após começarem a tomar anticoncepcional. O que acontece não é ganho de gordura e sim retenção de líquidos e um aumento da vontade de consumir carboidratos. Isso se reflete nos seios, que não aumentam: é só retenção dos líquidos. Existem pílulas com composições que diminuem esse sintoma. Se isso te incomodar, converse com sua médica ou com uma nutricionista para ver alimentos que ajudem a eliminar os líquidos. Mas lembrem-se que não tem problema em engordar e que magreza não é sinônimo de saúde, tá?

E os pelos?

Algumas pílulas diminuem a quantidade de pelos, principalmente aqueles que crescem em locais em que a mulher não está acostumada, como na face e abdômen… Mas não são todas as marcas que têm esse efeito não, tá? Se você sofre com isso, saiba que existem pílulas que foram desenvolvidas justamente com este fim. Procure também um dermatologista para fazer um acompanhamento e tratamento duplo, se for necessário.

O anticoncepcional melhora a pele

Não vou mentir: a única coisa que me faz sentir falta do AC é que ele melhorou muito minha pele. Estou há séculos para escrever um post sobre como eu cuidei das espinhas, mas até agora não encontrei a solução. ): O remédio melhora sua pele porque tem componentes que agem de forma anti-androgênica.

O modo como você toma pode diminuir a eficácia

Vocês já sabem que a pílula deve ser tomada todos os dias (tirando a pausa, claro) – mas sabiam que o horário influencia na eficácia? Pois é. A quantidade de hormônios dentro das pílulas é pequena, então a mudança da hora altera também a quantidade de hormônio que vai inibir a formação de um folículo. Para evitar tomar em diferentes horários, coloque um despertador no celular, post-its pela casa ou no trabalho. Alguns aplicativos que monitoram o ciclo menstrual também te lembram da pílula, então o ganho é duplo.

Outra coisa para prestar atenção é no consumo do álcool. Se você for para a night, abusar dos drinks e vomitar menos de duas horas depois de ingerir a pílula, ela não fará efeito. Não só o anticoncepcional, mas qualquer outro medicamento oral. O risco aumenta se a usuária for alcoólatra, pois crescem as chances de desenvolver doenças hepáticas pela associação de álcool e o remédio contraceptivo.

Cuidado com os remédios que cortam o efeito da pílula!

Já que estamos falando sobre eficácia, vale lembrar que existem remédios que cortam o efeito do anticoncepcional. Entre eles estão os antibióticos, omeprazol e pantoprazol (normalmente utilizados por quem sofre de problemas no estômago)… De modo geral, são os medicamentos cuja metabolização ocorre no fígado. Para entender o motivo, vamos voltar um pouco para as aulas de biologia. Quando seu corpinho está combatendo uma infecção, ele entende que é muito mais importante metabolizar o antibiótico. Dessa forma, o metabolismo do anticoncepcional sai prejudicado. Quando você tiver que tomar um remédio, não se esqueça de perguntar ao médico se isso vai interferir no efeito da pílula, tá?

É isso aí, mocinhas! Vocês têm alguma dúvida sobre o AC ou outro método contraceptivo? Deixe suas perguntas nos comentários ou navegue pelo nosso mapa para ver se não acha a resposta lá. 

Deixe uma resposta