Quatro dicas para aliviar a cólica menstrual

Atire a primeira pedra quem nunca quis ficar em posição fetal, chorando de dor por causa de uma cólica menstrual. Se você realmente nunca passou por isso, palmas para você! Infelizmente, essa não é a realidade da maioria das mocinhas. E se eu disse que tem maneiras de aliviar todo esse perrengue? Não estou prometendo milagres, mas existem alguns truques que prometem melhorar esse tipo de dor. Confira nossas dicas!

Vamos do início: por que temos cólica? Todo mês, nosso corpo se prepara para receber um embrião. Para isso, o endométrio reveste a parte interna do útero a cada ciclo. Porém, a cada 28 dias (em média!), o endométrio se desprende para proteger o corpo da mulher de possíveis micro-organismos que podem se infiltrar com os espermatozoides. Daí que o útero se contraí para expelir esse tecido, que sai em forma da camada de sangue que já conhecemos tão bem. Quando o útero se contraí com muita força, ele acaba pressionando os vasos sanguíneos que estão ao seu redor. Isso interrompe o fluxo de oxigênio para os músculos uterinos, gerando as cólicas.

E agora, vamos para as dicas!

De olho na alimentação

que nem mocinha - dicas para aliviar cólica

Se você é como eu, é só a TPM chegar que surgem desejos de comer diversas coisas o tempo todo. No meu caso, eu geralmente recorro ao joelho/italiano/qualquer nome que vocês prefiram. Mas eu estou errada e admito! Nessa época, é bom evitar alimentos ricos em gordura, pois eles aumentando a produção do hormônio que causa a contração no útero. O mesmo vale para chá preto, refrigerante e o nosso cafézinho querido. Eu sei, todo dia um 7×1 diferente.

Então, o que comer? Alimentos ricos em vitamina C, cálcio, ácidos graxos e vitaminas do complexo B. Isso envolve peixes e oleaginosas em geral, carne, ovos, atum, banana… Eles ajudam porque têm poder anti-inflamatório, além de servirem como relaxante muscular.

Líquidos, líquidos e mais líquidos!

que nem mocinha - dicas cólica - água

Sério: se joguem nos líquidos! Águas e chás são ótimos para combater o inchaço abdominal e as dores desse período. Mas, como eu disse ali em cima, é para evitar os chás pretos, hein. Lembram que é recomendado para todo mundo beber dois litros de água todos os dias? Na sua TPM, aumente essa quantidade! Também invista em sucos que ajudam a diminuir a inflamação nos tecidos do útero, como o de abacaxi. Outra dica porreta é o chá de canela, que é 3 em 1: termogênico, alivia a cólica e ainda previne o surgimento de doenças.

Exercícios físicos

que nem mocinha - exercícios - cólica

Não me matem antes de lerem esse parágrafo até o final! Sei que é horrível fazer exercícios com dor, mas ajuda. Juro de pé juntinho, funciona mesmo. Quando nos exercitamos, o corpo produz substâncias que aliviam a cólica e outras dores, além de proporcionar aquela sensação gostosa de bem-estar. Mas atenção: nessa época do mês, evite exercícios que exigem movimentos bruscos e carga de peso alta.

Fazer exercícios físicos frequentemente também ajuda no combate às cólicas. uma pesquisa realizada pela University of British Columbia, no Canadá, submeteu oito mulheres a corridas de, aproximadamente, 20 km semanais. Depois de seis meses, TODAS relataram sofrerem menos dor e irritabilidade na semana que antecede a menstruação. A fórmula é simples: o exercício aumenta a taxa metabólica e favorece a circulação sanguínea. Assim, há uma otimização do transporte de oxigênio e nutrientes essenciais. Dessa forma, todas as funções vitais apresentam melhoras.

Tenha um chocolatinho à mão

que nem mocinha - dicas cólica - chocolate

Mas não é qualquer chocolate – como bem já falou a nutricionista Elaine nesse post aqui. O chocolate ao leite tem menos cacau e mais o terrível combo gordura + açúcar. O excesso de gordura, por sua vez, aumenta a produção das prostaglandinas, substância que pode aumentar a sensibilidade. Ele também pode piorar as cólicas, a dor de cabeça e as alterações de humor, além de aumentar a inflamação crônica do corpo que acontece quando estamos de TPM.

A opção mais indicada é comer chocolate amargo! A explicação é simples: a semente do cacau tem um oxidante chamado flavonoide. Ele é um grande aliado para quem quer reduzir a formação de placas de gordura nas artérias e o colesterol ruim (LDL). Quando mais cacau em um chocolate, mais flavonoide tem. Por isso a opção amarga, que tem níveis de cacau maiores que as outras, é tão boa para ajudar na cólica. Fora que, né, um chocolatinho sempre cai bem.

Deixe uma resposta