Mais mitos e verdades sobre a camisinha

Hoje, 1º de dezembro, é celebrado o Dia Mundial de Combate à Aids. Essa data surgiu no fim dos anos 80 e desde então pessoas do mundo todo unem forças para conscientizar sobre a importância da prevenção. E sabe qual é um dos meios mais simples e baratos? Usando a camisinha! O preservativo é o único contraceptivo que previne as doenças sexualmente transmissíveis, como o HIV, e mesmo assim é deixado de lado. Sinceramente, não consigo entender. A cada dia que passa, aumentam os números de infectados com alguma DST e mesmo assim as pessoas não fazem sexo seguro!

que nem mocinha - mitos e verdades camisinha 2 - gif raiva

Já fizemos uma lista com os mitos e verdades sobre o preservativo, mas ainda tem muitos serumaninhos por aí inventando desculpas para transar “pele com pele”. Essa semana, recebemos uma caixinha da DKT Brasil, que detém as marcas Prudence e Andalan, com algumas camisinhas e uma lista com mais informações sobre esse método contraceptivo e ficou tão bacana que resolvemos compartilhar com vocês. Afinal, contra fatos não há argumentos – ainda mais se tratando da nossa saúde. 

Usar mais de uma camisinha ao mesmo tempo aumenta a eficácia

MIGA, SUA LOUCA, PARE AGORA MESMO! Toda relação sexual pede uma camisinha por vez, ok? Se você usar duas ou mais juntas, a fricção entre elas pode romper o látex. Então use apenas uma a cada relação, ok? O que nos leva ao próximo tópico…

Posso usar o mesmo preservativo se praticar sexo oral, vaginal e anal com o mesmo parceiro

Não, não pode. Mesmo sem ejaculação, é preciso trocar o preservativo se você mudar de orifício. Se vocês não fizeram isso, há grandes chances de ocorrer infecções vaginal ou anal, além do risco de DSTs e até verminoses.

Assim como alimentos, a camisinha tem data de validade

Sim, tem! É só prestar bastante atenção na embalagem que você verá a data limite para a utilização. “Após esse dia, a eficácia é menor e aumentam as chances do preservativo estourar durante o sexo”, alerta a empresa.

que nem mocinha - mitos e verdades camisinha - gif joey

Fazendo sexo seguro eu fico protegida de todas as DSTs

Er, quase. Existem algumas áreas que não ficam protegida, como a base do pênis e a área externa da vagina (no caso da camisinha masculina). Assim, o contato entre essas partes pode sim causar a contaminação por alguma IST (infecção sexualmente transmissível) presente na área. Mas o preservativo continua sendo a melhor (e mais acessível!) opção quando falamos em proteção na hora do sexo, ok? Ok.

Não preciso usar no sexo oral ou anal

Precisa sim! As ISTs podem ser transmitidas por vias orais e anais, então é de extrema importância que vocês se protegem também nessas práticas. E não quero ouvir reclamações de “ninguém chupa pirulito com embalagem”, ok? Não estamos falando de sobremesa e sim da saúde de vocês. Existem várias camisinhas com sabores no mercado e até “capas” para língua justamente para vocês fazerem sexo oral seguro.

O risco de estourar é grande

Nope. Se usado corretamente, as chances são mínimas do preservativo se romper. Basta você seguir as instruções de uso na embalagem da camisinha e aproveitar, gata. E pode confiar na embalagem: esse tipo de contraceptivo passa por uma série de testes de qualidade para ser o mais eficaz e seguro possível!

que nem mocinha - mitos e verdades camisinha 2 - julia roberts

“Eu sou uma mulher segura”

Tá tranquilo guardar a camisinha em qualquer lugar

Não tá tranquilo, não tá favorável. É indicado que o preservativo seja mantido longe da umidade e calor excessivo, então é melhor evitar a camisinha amassada/dobrada. Também não é legal deixar a camisinha muito tempo em carteiras, bolsas, porta-luvas de carros…

Então já sabem, mocinhas: segurança em primeiro lugar! Lembrem-se que sexo seguro é mais gostoso e saudável. Se o boy mesmo assim implicar e choramingar para não usar preservativo, dê um pé na bunda sem dó nem piedade. Você merece alguém que respeite sua saúde, seu corpo e suas decisões. <3

Deixe uma resposta