Quando o machismo afeta a vida sexual do homem

Olá, mocinhas! Tudo bem com vocês? Hoje trago uma reflexão sobre como o machismo e o patriarcado afeta também a vida sexual do homem. Óbvio que nós, mulheres, somos muito mais afetas por esse pensamento/comportamento, que infelizmente está impregnado em todas as culturas e gerações. Porém passei a refletir sobre essa temática após realizar atendimentos voltada a disfunções sexuais masculinas, como disfunção erétil e ejaculação, e em todos os casos via o machismo nos discursos de meus pacientes, seja de forma direta ou indireta.

Antes de falar sobre como o machismo afeta diretamente no desempenho sexual e a libido masculina, acho interessante abordar como se deu o inicio do patriarcado em nossa sociedade. Ou, em poucas palavras, o inicio do machismo na historia da humanidade.

Sociedade matriarcal

Na era paleolítica, período da pré-história que começou há cerca de 2,5 milhões de anos, a mulher era vista como sagrada. É isso mesmo: o sexo feminino era uma manifestação dos deuses na terra e as mulheres eram as guardiãs da sabedoria e da conduta do grupo. Na época, não se sabia do papel do homem na procriação e o ato sexual tinha como objetivo a satisfação física – eles não sabiam da correlação com a gestação. A descendência e dominância da fêmea era passada pela linha materna. Enquanto o homem saía para caçar, a mulher era responsável pela colheita.

que nem mocinha - machismo e disfunção sexual -era

Bons tempos.

O inicio do patriarcado

Nada que é bom dura para sempre, né? A sociedade passou a ter a figura masculina como centro quando descobriram o papel do homem na procriação. Assim, as mulheres e os filhos passam a ser “propriedade do homem”. Ao mesmo tempo, o fato do grupo passar a se fixar num determinado local e iniciar a prática da agricultura trouxeram o conceito de propriedade privada. Simultaneamente, o homem deveria ter segurança na transferência de bens do pai  para seu filho. Como a mulher passa a ser considerada também propriedade do homem, sua sexualidade passa ser controlada para garantir que na linhagem não tenha filhos bastardos. Pelo menos por parte das mulheres, porque o que mais teve na história foi filho bastardo por parte dos machos…

Enfim, já deu para entender que, basicamente, o machismo nasceu com o controle do corpo/sexualidade da mulher e a objetificação feminina. Muitos anos se passaram e ainda tem homem que se acha dono de suas companheiras. Para eles, as mulheres são vistas como seres inferiores em relação à libido – quem nunca ouviu que “homem tem mais desejo que mulher?”.

que nem mocinha - machismo e vida sexual masculina - 1

Disfunções sexuais masculinas e o machismo nosso de cada dia

Agora que amarramos os conceitos de machismo e patriarcado, vamos contextualizar as disfunções sexuais masculinas. São elas:

1. Disfunção erétil:

É a incapacidade persistente de obter e manter uma ereção suficiente para uma função sexual satisfatória. Essa incapacidade precisa ser persistente para satisfazer os critérios diagnósticos. Ou seja, não é porque não rolou uma vez que ele tem disfunção erétil. É preciso que esse problema seja invariável ao longo do tempo e deve ser independente de fatores contextuais – não importa o horário, dia, local, etc. Homens que têm essa disfunção apresentam um grau de ansiedade ao extremo em relação ao próprio desempenho sexual, pois eles acreditam que falhar significa a perda da masculinidade. A culpa, como traição, pode levar alguns desses homens a perderem a ereção no ato sexual.

2. Ejaculação Precoce:

É quando um homem tem um orgasmo em menos de três minutos durante o sexo. Claro que, se isso acontecer uma vez ou outra, não tem problemas. Agora, se o problema for recorrente, significa que a disfunção está instaurada. Mais uma vez a ansiedade em relação ao próprio desempenho, bem como o histórico sexual, podem ser gatilhos. Sentimentos de baixa estima e inferioridade em relação a parceira também são fatores psíquicos da EP. Infelizmente existem homens que nem sabem que são afetados pela EP, que atinge quase 35% da população masculina sexualmente ativa.

que nem mocinha - machismo - ejaculação

“É isso?”

3. Ejaculação retardada:

Ela atinge menos de 3% dos homens sexualmente ativos, então não é tão discutida quanto a ejaculação precoce. Essa disfunção pode ser definida como o longo tempo entre o início da atividade sexual e o orgasmo. Nessa, o paciente é incapaz ou tem dificuldade de ejacular durante o sexo. É raro que os pacientes que apresentam essa dificuldade tenham dificuldade em começar ou manter uma ereção, mas apresentam insatisfação sexual. Duas características comum nos homens que têm ER são a dificuldade em criar vinculo com a parceira e o medo irracional de engravidá-la.

Ah, um detalhe: Essa analise foi feita através de pesquisa bibliográfica sobre casais heterossexuais, mas nada impede de homens gays também manifestarem essas disfunções.

As consequências vão além do sexo

Nós vivemos em uma sociedade falocêntrica. Ou seja, a convicção que o homem é superior à mulher, na qual o falo tem valor significativo fundamental. Dentro disso, homens que desenvolvem qualquer tipo de disfunção sexual podem sofrer calados ou desenvolver depressão e/ou ansiedade. Do outro lado, existem casos em que os homens ficaram violentos e atribuírem as falhas às suas parceiras. Então, mocinhas e mocinhos, se seu parceiro sofre com alguma desses quadros apresentados aqui, procurem um médico. A terapia sexual combinada com a reposição hormonal tem até 90% de eficácia no tratamento!

2 comments

  1. says:

    Fiquei por um tempo com um cara que tinha um medo exacerbado de engravidar, e por conta disso só fazia sexo anal… Podia ser só uma desculpa dele para praticar um fetiche, mas conversando com ele tive certeza de que era porque ele não queria me engravidar…Não durou muito porque eu gosto de tudo no sexo, e ficar só no anal era frustrante.

    • Erika Oliveira
      Erika Oliveira says:

      Sexo anal é bom..gostoso..mas ainda é muito mais prazeroso pro homem.
      O machismo nesse caso que vc trouxe Fe é que parece qie ele não se importava se essa também era uma modalidade sexual a qual você curtia….
      Infelizmente muitos homens visam apenas o seu próprio prazer…triste realidade

Deixe uma resposta