que-nem-mocinha-saúde-íntima-capa-300x300
Corpo

Cinco dicas para melhorar a sua saúde intima

Nossas vaginas e vulvas são maravilindas, funcionam que é uma beleza e sem que a gente tenha que se preocupar muito. Porém, mesmo elas sendo autossuficientes, nós podemos mudar alguns pequenos hábitos que vão melhorar nossa saúde íntima. São coisas pequenas, mas que fazem grande diferença. Vamos lá?

Limpe sua vulva, não a sua vagina

Primeiro vamos diferenciar o que é vulva e o que é vagina. Vulva é a região externa do órgão genital feminino, onde ficam os pelos e os pequenos e grandes lábios. Já a vagina é a parte interna, o canal que liga e vulva e o colo do útero e que recebe a penetração. Agora que entendemos esse primeiro passo, podemos ir para o seguinte, que é a questão da higienização.

A nossa vagina é autolimpante. Os lactobacilos (aqueles da propagandado Yakult) mantêm tudo limpinho e não precisam da sua ajuda. Na verdade, quando nós tentamos limpar lá dentro, a gente acaba piorando as coisas. Por mais que a nossa intenção seja boa, nós acabamos por matar as bactérias boas e a vagina se torna alcalina – ou seja, menos ácida, para quem não lembra das aulas de Química. Isso ajuda na proliferação das bactérias nocivas, o que deixa a região mais suscetível às infecções.

que nem mocinha - saúde íntima - gif1

Já a nossa vulva precisa ser limpa. A área precisa dos mesmos cuidados que damos ao nosso rosto, por exemplo. É uma área abafada por causa das roupas e o suor, urina e aproximação com o ânus pedem atenção redobrada. O lado bom é que não precisamos de grandes produtos para fazer aquela higiene íntima de respeito. Na maioria dos casos, só água ou água + sabonete neutro já basta na área externa dos seus genitais. Simples, não?

Se você quiser saber mais sobre a higienização íntima, clique aqui para ser a entrevista que fizemos com a ginecologista natural Bel Saide.

Aproveite (e muito) as preliminares

Com as preliminares, vem todo o excitante processo de explorar o corpo do parceiro ou parceira. Esse momento é muito importante, pois permite intensificar a experiência do sexo que está por vir. Geralmente, somos nós, mulheres, que mais gostamos das preliminares, uma vez que demoramos um pouquinho a mais que os homens para “entrar no clima”.

E é justamente para isso que servem as brincadeiras. Nos ajuda a entrar no clima, sem medo de ser feliz. Quando uma mulher está realmente excitada (e as preliminares são importantíssimas para isso), a penetração — seja com um pênis, dedo ou vibrador — fica mais fácil, já que a vagina produz mais lubrificação natural. Sem as preliminares, dificilmente estaremos estimuladas e lubrificadas a ponto de seguir em frente. E sem essa “preparação”, as chances são grandes de ter uma experiência desconfortável e até mesmo dolorosa.

que nem mocinha - saúde íntima - gif2
Outch.

Faça pompoarismo

pompoarismo é uma técnica oriental bem antiga, que tem como objetivo aumentar a consciência e o controle da mulher sobre os músculos pélvicos. São exercícios que fortalecem a região pélvica e causam uma série de consequências boas: melhoram a incontinência urinária e fecal, as cólicas menstruais e aumentam o prazer durante o sexo. Delícia pura!

que nem mocinha -saúde intima - pompoarismo

Eu já fiz quatro sessões de pompoarismo e foi uma experiência que mudou a minha vida. Eu escrevi um post inteirinho para o assunto, mas aqui vou trazer a versão resumida. Depois de ter as consultas com a dra. Márcia, especalista no assunto, eu continuei praticando os exercícios recomendados em casa. E, wow!, que diferença. Passei a controlar melhor minha bexiga (já que eu passo metade do dia bebendo água e a outra fazendo xixi) e a qualidade do sexo também melhorou. Só vi vantagens e acho que todas as mocinhas devem se jogar nesse mundo. 💅

Converse com a sua gineco

Miga, pega a cadeira e senta aqui do meu ladinho. Sabe quando você vai na gineco e tá doida para tirar uma dúvida, mas morre de vergonha de perguntar É hora de deixar esse medo bobo de lado. A pessoa do outro lado do consultório é alguém treinado e pronto para responder todas as suas dúvidas. Feche os olhos por um momento e imagine que é a sua melhor amiga ali.

que nem mocinha - saúde intima- gif3

Pode até parecer bobo, mas é muito importante que você tenha uma relação sincera com a sua gineco. Sua pepeca agradece. lembre-se que a médica estudou anos e é a pessoa mais qualificada para responder as questões relacionadas à saúde íntima. E se tiver qualquer coisinha que você acha estranha ou que não deveria estar acontecendo, converse com a médica. Ela irá te orientar da melhor forma possível!

Melhore sua relação com a menstruação

Até hoje a menstruação é um grande tabu. Foi só em 2017 que uma marca de absorventes usou sangue vermelho em vez do tradicional azul para se referir à menstruação. Oi? Como assim? Todo mundo sabe que nós, mulheres cis, sangramos todos os meses e isso é completamente normal. Então por que ainda temos vergonha em relação a esse processo da natureza?

que nem mocinha - saúde íntima - menstruação

Uma coisa que melhorou (e muito!) minha saúde íntima foi dar mais atenção para o meu corpinho durante aqueles dias. Isso envolveu prestar atenção nos sinais, como seios inchados e irritação sem motivo aparente. Ter um coletor menstrual também ajudou bastante, porque me fez ter contato direto com o sangue. E não, não é nojento e nem fede. Quanto mais tabus nós quebramos em relação aos nossos próprios corpos, mais conectadas ficamos com nosso sagrado feminino. E isso, mocinhas, não tem preço. ❤

O que acharam, mocinhas? Bora colocar essas dicas em prática? Tenho certeza que sua saúde íntima vai melhorar e todo o seu corpo vai agradecer o cuidado extra.

Thayanne Porto

Jornalista de coração, alma e diploma, encontrou nas palavras o melhor modo de se expressar. Feminista em eterna construção. Apaixonada por livros, séries, drag queens e sua gata Julietta. Acredita que a revolução pode (e deve!) acontecer de dentro para fora - e por que não dentro de quatro paredes? Quer mandar um e-mail? Escreva para thayanne@quenemmocinha.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *