Dicas para quem tá indo ao motel pela primeira vez

Se fazer sexo já deixa muitas pessoas nervosas, imagina fazer em um motel? Um simples quarto faz muita gente suar só de pensar – e não do jeito positivo. Isso pode acontecer por vários motivos: nojo, pressão.. Por isso, hoje vou te mostrar que o motel não precisa ser esse bicho de sete cabeças. Então, relaxa para poder gozar.

Para ninguém se perder, vou por partes e listar os motivos mais comuns para as pessoas evitarem os motéis e como fazer para se sentir confortável nesse tipo de ambiente. Lembrando que não estou aqui para forçar ninguém a fazer absolutamente nada! Se você não quiser ir ao motel mesmo assim, você está no seu direito. Uma das partes mais importantes do sexo é ficar tranquila e relaxada, seja onde for!

Antes, para você já ir se acostumando com a ideia, aqui está uma foto de um quarto de motel padrão:

Esse é um dos quartos do Corinto, que fica no Rio de Janeiro

Viu? Nada demais. Vamos aos tópicos:

Limpeza

Um dos maiores mitos sobre os motéis é que eles são todos antros de bactérias, germes e coisas do tipo – o que não é, necessariamente, verdade. Um bom motel costuma ter um sistema especial de limpeza; eles não só trocam o lençol e chamam os próximos clientes. Tem muito cloro e produtos envolvidos para você não precisar se preocupar com o ambiente.

Comida

Juro me esforçar ao máximo para não fazer nenhum tipo de piadinha de dupla sentido nesse tópico. Muitos motéis oferecem dois tipos de horários: de 4h e 12h. Se você optar pelo segundo horário, é bom pedir algo para comer senão a energia acaba antes do quarto round. Alguns motéis não aceitam delivery e vocês vão ter que comer algo do menu do próprio local. Meu conselho é: escolham algo leve. Alimentos pesados vão deixar vocês dois sonolentos e sem vontade de continuar a brincadeira. E mais uma coisa: não esperem uma comida de outro planeta. Afinal de contas, não é esse tipo de comida que é a especialidade deles.

Desculpa, não resisti. Vamos para o próximo tópico.

Leve suas próprias camisinhas!

Sim, os motéis têm camisinhas, mas nem sempre são da marca que você gosta e você precisa pagar por elas. Alguns são bacanas e deixam você pegar a primeira sem custo, mas quem usa só uma camisinha quando vai para o motel? Por saber disso, alguns estabelecimentos metem a mão no preço e a transa pode sair bem mais caro do que você pensa. E tem outro fator importante: não são todos os motéis que deixam as camisinhas a uma distância boa. Em determinados lugares, você tem que parar a brincadeira para ligar, esperar a pessoa chegar… Até lá, o clima pode ter esfriado.

De olho nos preços

Você chega no motel, tá jogando conversa fora para quebrar o gelo e vê um caderninho em cima da cama com várias opções de brinquedos. Sua ideia começa a viajar, pensando “seria tão legal se usarmos isso…”. Spoiler alert: tudo é pago. E não são só os brinquedos eróticos, mas coisas mais simples, como sais de banho e até mesmo chinelos, dependendo do lugar. Então fique bem atenta para não ter nenhum susto na hora de pagar. 

Formas de pagamento

Falando em dinheiro, é melhor ligar para o motel antes para saber as formas de pagamento aceitas. Não são todos os estabelecimentos que aceitam cheques e alguns vetam até mesmo os cartões, sejam eles de débito ou crédito.

Discrição é lei

Não se preocupe com os funcionários: eles fazem aquilo o dia inteiro e sabem que discrição é uma coisa muito, muito importante no trabalho. Se você preferir, pode chegar de táxi e ficar no banco de trás, para manter a identidade preservada. O que acontece no motel, fica no motel.

Divirta-se!

Possivelmente a dica mais importante é: divirta-se! Aproveite o seu tempo no motel para colocar em prática aquela fantasia que você sempre quis fazer, ou para apenas curtir esse momento a dois. Se joga na cama e vai – ou melhor, deixe ser jogada na cama e vai 😉

Deixe uma resposta