Aplicativos para te ajudar a dar uns beijos na boca

Já escolheu sua fantasia, fez a listinha dos blocos e está pronta para arrasar no Carnaval? Então que tal aproveitar esse “esquenta” para baixar aplicativos que podem te ajudar na hora de encontrar alguém bacana durante a folia? Afinal, mesmo quem não curte ir para blocos pode aproveitar essa época, porque muita gente viaja por aí e essa pode ser a oportunidade perfeita para conhecer gente nova. Ignoramos o Tinder, que esse todo mundo já conhece, e separamos outros apps que podem te ajudar com isso – não importa se você beija rapazes, meninas ou os dois. Lembrando sempre que você não é obrigada a ficar com ninguém só porque é Carnaval, beleza? O consentimento vale para todas as épocas do ano. 

Bumble

que nem mocinha - aplicativos - bumble

O aplicativo foi criado por Whitney Wolfe, uma das ex-fundadoras do Tinder, e quer “mudar as regras do jogo” ao dar mais poder para as mulheres: só elas podem começar uma conversa. Se isto não acontecer em até 24 horas, o “match” é desfeito. Essa ideia surgiu porque Wolfe considerou que muitos homens usam o app como um jogo, disparando várias mensagens de uma só vez. No caso de interesse no mesmo sexo, essas regras não acontecem: qualquer uma das partes pode enviar a primeira mensagem.

Outra coisa bem interessante é que, se você desliza para a esquerda quando, na verdade, queria deslizar para a direita (isso significa que você está interessada na pessoa), é só agitar o telefone para voltar atrás. De acordo com uma jornalista do Business Insider, que testou o Bumble, disse que é bem legal porque os homens que estão no aplicativo gostam de não ter aquela pressão de ter que iniciar a conversa, o que torna a conversa mais atenciosa. Sim, eu sei que as mulheres também têm o direito e super podem ter a iniciativa, mas não podemos negar que tem toda uma pressão social para que esse “primeiro passo” seja dado pelo homem.

Happn

que nem mocinha - aplicativos - happn

Um dos aplicativos mais usados de todos e se destaca porque monitora todos os passos do usuário. Relaxa! Esses dados não são divulgados, e sim comparados com a localização de outras pessoas. A partir daí, o aplicativo te mostra com quem você cruzou e oferece a opção de curtir anonimamente as pessoas. Se ela ou ele te curtir de volta, aí sim vocês podem conversar.

Para usar o Happy, você precisa conectar o aplicativo com o Facebook. Depois, funciona como o Tinder: você ajusta configurações como sexo desejado e idade das pessoas.

NowMe

Disponível apenas para Android, o NowMe é um aplicativo brasileiro voltado para a paquera em locais específicos, como bares, baladas e até mesmo faculdades. Para isso, ele utilizada uma tecnologia que restringe o alcance do usuário para apenas 500m, garantindo que as pessoas realmente estejam no mesmo lugar. Depois que você importa os dados do Facebook, você escolhe o lugar que está e faz um check-in, entrando em uma sala de bate-papo que mostra apenas as pessoas que estão por perto.

Wapa

que nem mocinha - aplicativos- wapa

Criado em 2012 com o nome “Brenda”, é um aplicativo voltado apenas para meninas que beijam outras meninas. A busca é feita por meio da localização e, em vez de “match”, você dá uma “piscadela” para quem te interessar. A versão gratuita tem ações limitadas e a quantidade de propagandas podem comprometer a aparência da página inicial do aplicativo. O lado bom é que o Wapa tem um recurso para bloqueá-lo caso alguém mexa no celular, preservando, assim, a privacidade das usuárias. Você também pode criar, enviar e receber mensagens de vídeos de até 60 segundos. E se a gatinha é de outro país, não tem problema: o Wapa tem um tradutor dentro dele para vocês se comunicar em várias línguas e, quem sabe, conhecer a fundo essas línguas.

Ah, cuidado! Existe um outro app com nome quase igual, o Wappa. A diferença, além dos dois P’s, é que o Wappa não tem nada a ver com relacionamentos: é uma plataforma de gestão de táxi!

Deixe uma resposta