4 livros para esquentar (ainda mais) seu verão

Hoje começa o verão, estação que lembra praia, férias e, é claro, calor. E como eu adoro quando as coisas esquentam, separei uma lista com quatro livros que vão deixar o seu verão ainda mais quente! A ordem não tem nada a ver com questão de preferência, foi só conforme eu fui lembrando — e recebendo dicas das minhas queridas amigas que, como eu, são fanáticas por livros. Confira a lista:

Primeiro, eu gostaria de pedir desculpa às meninas que gostam de outras meninas. Eu, Thayanne, não conheço nenhum livro apimentado que, além de ser bom, retrate o relacionamento entre duas mulheres. Se você conhecer um (ou mais de um!), sinta-se super convidada para deixar o nome na nossa caixa de comentários ali embaixo ou mandar um e-mail para thayanne@quenemmocinha.com. Seria ótimo ter sugestões o suficiente para fazer um novo post desse, só com romances entre mulheres!

Juliette Society – Sasha Grey

que-nem-mocinha-5-livros-para-esquentar-ainda-mais-o-verao-juliette-society

Se eu te contasse que existe um clube secreto, cujos membros pertencem à classe mais poderosa da sociedade – banqueiros, milionários, magnatas da mídia, CEO’s, advogados, autoridades, traficantes de armas, militares condecorados, políticos, oficiais do governo e até mesmo o alto clero da Igreja Católica –, você acreditaria?

Este clube se reúne sem regularidade, em um local secreto. Às vezes em locais distantes e às vezes escondidos. Mas jamais duas vezes no mesmo lugar. Normalmente, nem mesmo duas vezes no mesmo fuso horário.

E esses encontros, essas pessoas… não vamos enrolar, vamos chamá-las do que são, os Mestres do Universo. Ou o Braço Executivo do Sistema Solar. Então, essas pessoas, os Executivos, usam os encontros como uma válvula de escape do cansativo e estressante negócio de estragar ainda mais o mundo e criar novas maneiras sádicas e diabólicas de torturar, escravizar e empobrecer a população.

E o que eles fazem em seu tempo livre, quando querem relaxar?
Deveria ser óbvio.
Eles fazem sexo.

Menina……… Coloca um copo de água na geladeira antes de começar a ler esse livro porque você vai precisar. Eu já falei sobre ele aqui, mas não podia deixá-lo de fora dessa lista. Para começar, ele foi escrito pela Sasha Grey, que já participou de 217 filmes pornôs em cinco anos de carreira. Isso dá uma média de 43 filmes por ano, três por mês. Em 2009, ela foi eleita a número 1º no ranking das 100 atrizes pornôs mais quentes na edição anual da revista Genesis.

Juliette Society gira em torno de Catherine, uma estudante de cinema que vive uma vida normal até o momento que conhece Anna, uma garota da faculdade. A partir daí, a vida da protagonista muda drasticamente, enquanto ela é apresentada a um novo mundo, em que todos são unidos pelo poder e, claro, pelo sexo.

O Acordo – Elle Kennedy

que-nem-mocinha-5-livros-para-esquentar-ainda-mais-o-acordo

Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto… Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha.

Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.
O Acordo destoa dos outros livros dessa lista. Ele não é focado em sexo e nem se propõe a ser um livro “hot”. Talvez seja esse seu diferencial. A história gira em torno de Hannah Wells e Garret Graham, pessoas de personalidades muito diferentes que fazem um acordo: ela o ajuda a estudar e, em troca, ele a ajuda a fazer ciúmes em outro cara. Parece clichê, mas o modo como Ellen Kennedy desenvolve a história é incrível.
Para começar, as cenas de sexo não são jogadas apenas para apimentar o livro. Elas têm um timing incrível, estão exatamente onde eram para estar e, acreditem, são bem quentes. Outra ponto a favor desse livro é que a autora aborda assuntos muito pesados, como as consequências de um estupro e pais abusivos, de uma maneira muito real, sem romantismo ou fantasias.
O Acordo faz parte de uma série, a Off-Campus. O segundo, O Erro, também é quente. Assim que o terceiro (“The Score”) sair no Brasil, ele provavelmente vai entrar nessa lista porque sério… Não tem como não amar. ❤

Travessuras Da Menina Má – Mario Vargas Llosa

que-nem-mocinha-5-livros-para-esquentar-ainda-mais-o-verao-travessuras-da-menina-ma

O peruano Ricardo vê realizado, ainda jovem, o sonho que sempre alimentou – o de viver em Paris. O reencontro com um amor da adolescência o trará de volta à realidade. Lily – inconformista, aventureira e pragmática – o arrastará para fora do pequeno mundo de suas ambições. Ricardo e Lily – ela sempre mudando de nome e de marido – se reencontram várias vezes ao longo da vida, em diferentes cidades do mundo que foram cenários de momentos emblemáticos da História. Na Paris revolucionária dos anos 60; na Londres das drogas, da cultura hippie e do amor livre dos anos 70; na Tóquio dos mafiosos dos anos 80; e na Madri em transição política dos anos 90. Assim, ao mesmo tempo em que conta a história de um amor arrebatador, ‘Travessuras da menina má’ traça um quadro das transformações sociais europeias e convulsões políticas da América Latina.

Nunca leu livros eróticos? A história é super envolvente: ela acontece entre as décadas de 50 e 90, em muitas cidades diferentes. Tudo isso acontece sob o ponto de vista de Ricardo Somocurcio que, quando adolescente, se apaixonada por Lily, uma garota misteriosa e ousada. Os dois acabam se afastando e, anos depois, ele vai morar em Paris. Quem nossa protagonista encontra na Cidade Luz? Isso mesmo, Lily. Além do toque erótico, o livro tem uma pegada histórica que eu adoro. As páginas também contam alguns dos principais acontecimentos do mundo durante o século XX, como as tentativas de revolução no Peru, a cultura “Paz e Amor” e a transição política de Madri durante os anos 90.Esse pode ser o começo perfeito. A narrativa levemente erótica, com nada muito “escandaloso”, é tudo o que você precisa para entrar nesse mundo.

Quer mais um motivo? O autor, Mario Varhas Llosa, tem vários prêmios no seu currículo, entre eles o Nobel de Literatura, conquistado em 2010.

Amos e Masmorras – Lena Valenti

que-nem-mocinha-5-livros-para-esquentar-ainda-mais-amos-e-masmorras

Em mais uma excitante série, a renomada autora Lena Valenti aborda agora as nuances do universo BDSM. Amos e Masmorras é um dos mais recentes sucessos da autora e se tornou best-seller internacional. A agente Cleo Connelly, integrante do corpo de polícia em Nova Orleans, é uma mulher atraente e destemida, que não mede esforços – e impulsos – na resolução dos casos que assume. Certo dia, entretanto, ela é designada para investigar, junto ao FBI, uma lucrativa rede de tráfico humano. Para cumprir a missão, ela precisará se inserir em um contexto inusitado: visitar a cena BDSM do país e participar das práticas de sodomia e dominação instituídas no torneio Dragões e Masmorras DS. Agindo como agente infiltrada, Cleo terá de pesar os limites de sua própria luxúria nesta implacável caçada, considerando também a arrebatadora atração que sente por Lion Romano, seu parceiro no caso. Mas será que, no meio do caminho, ela vai gostar de ser submissa?
Renda-se aos deleites desta intrigante e sensual narrativa!

Eu sei o que vocês devem estar pensando: “não estou acreditando que estou vendo esse tipo de livro nessa lista”. Mas acreditem em mim, mocinhas, não é mais uma daquelas histórias que distorcem o BDSM, à lá 50 Tons de Cinza. Na verdade, são livros, no plural, já que é uma série — e acreditem, vocês vão querer ler todos os volumes. Na verdade, vocês vão devorar todos os livros dessa série para lá de quente. É o tipo de história que te arrepia da cabeça aos pés, que faz você ficar seca na boca e molhada nos outros lugares.

Diferente de E.L James, a autora Lena Valenti trata do assunto com profundidade: ela explica tudo muito bem, não só o que significa cada termo, mas também como é a relação de uma submissa com o seu amo. Não satisfeita, ela vai lá e coloca um caso policial no meio da trama. É praticamente a junção de tudo que eu gosto na vida. Nos dois primeiros volumes, conhecemos Cleo Connelly, uma mulher com personalidade forte, incrível e que sonha em ser uma agenda do FBI. Quando ela finalmente consegue o que quer, é designada para uma investigação sobre tráfico de pessoas. Só que, para a investigação, ela vai ter que se infiltrar no meio do torneio Dragões e Masmorras DS, que é de BDSM. Ela vai ter que ser a submissa de Lion, que, além de ser agente do FBI, é praticamente de BDSM. Detalhe: Lion é apaixonado por Cleo desde os oito anos de idade.

Esse é o ponto inicial da série, que tem oito volumes — dois para cada casal. Por enquanto, eu só li os dois primeiros e, sério… Fiquei louca. Subindo pelas paredes. Querendo um Lion para me dominar, me ensinar e– Ok, vou parar por aqui. MAS LEIAM ESSA SÉRIE!

Sentiu falta de algum livro na nossa lista? Então deixe sua sugestão nos comentários! Quem sabe não fazemos uma parte II? 😉 

Deixe uma resposta